O Museu da Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva (FASVS), em Lisboa, inaugura esta quinta-feira uma exposição que faz o balanço da atividade de duas décadas de existência da entidade dedicada à divulgação da obra do casal de artistas.

De acordo com a FASVS, as celebrações vão prolongar-se durante um ano com um programa que inclui a organização de conferências, a exibição de filmes e outras iniciativas que a entidade irá divulgar posteriormente.

A mostra – que assinala os 20 anos da abertura do museu e os 25 anos da criação da fundação em nome da artista e do seu marido – vai reunir obras de arte, depoimentos de artistas e curadores, artigos de imprensa, fotografias e outra documentação.

O objetivo desta exposição organizada cronologicamente, segundo a FASVS, é revisitar as exposições realizadas em Portugal e no estrangeiro, entre 1994 e 2014, e outras atividades paralelas como a atribuição de prémios, lançamento de edições e conferências.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva: 20 Anos” é o título da mostra que contará com um catálogo ilustrado com documentação relativa às atividades da instituição, fotografias, artigos de imprensa e depoimentos.

Criada ainda em vida de Maria Helena Vieira da Silva (1908-1992), uma das mais importantes pintoras portuguesas, e instituída por decreto-lei em 10 de maio de 1990, a FASVS tem como missão garantir a existência de um espaço, em Portugal, onde o público possa contactar permanentemente com a obra dos dois pintores.