Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Sessenta e oito artefactos, incluindo o primeiro disco gravado por Elvis Prestley e a primeira carta de condução, vão a leilão no próximo ano a 8 de janeiro, altura em que o cantor faria 80 anos. O “leilão de Graceland” – nome da casa onde viveu Elvis – vai ter lugar em Memphis, uma cidade no estado do Tennessee (Estados Unidos) onde o cantor viveu a maior parte da vida, noticia a AFP.

O primeiro disco de Elvis Presley foi gravado quando este tinha 18 anos. Em junho de 1953, o jovem pagou quatro dólares (cerca de três euros) ao estúdio de gravação Sun Studios para gravar um disco com as músicas “My Happiness” (lado A) e “That’s When Your Heartaches Begin” (lado B) como presente para a mãe. Mas a família não tinha gira-discos, portanto Elvis levou o disco para a casa de um amigo para o ouvir pela primeira vez e acabou por deixá-lo lá. A mãe nunca chegou a receber este presente.

Os artigos que vão a leilão estavam nas mãos de particulares e foram todos autenticados, mas os artigos da casa Graceland e a própria casa ainda estão na posse da filha do cantor, Lisa Marie Presley, e não estão à venda.

Esta não é a primeira vez que a leiloeira Graceland Authenticated Auction disponibiliza artefactos do cantor que morreu em 1977 com 42 anos. O último automóvel de Elvis Presley, um Cadillac Sevilha de 1977, castanho e prata, estava entre os destaques do leilão inaugural em Graceland, em agosto, tendo sido vendido por 81.250 dólares (cerca de 65 mil euros).

Correcção: é o primeiro disco, e não o primeiro álbum, que vai a leilão.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR