O serviço de conversação por vídeo mais utilizado no mundo – em 2013, os dados davam conta da existência de 300 milhões de utilizadores do Skype em todo mundo – vai ganhar um novo formato: a partir desta sexta-feira, os utilizadores já não vão precisar de descarregar qualquer aplicação. É verdade, já pode falar com os seus amigos, familiares e colegas de trabalho através do próprio browser.

A Microsoft, que em maio de 2011 comprou o Skype por 8,5 mil milhões de dólares, começou a testar este serviço, conhecido como Skype for Web, que vai permitir a qualquer pessoa conversar através de vídeo e/ou de som de uma forma mais rápida e simples, ultrapassada que está a barreira de ter de fazer o download da respetiva aplicação.

Esta possibilidade já existia para os utilizadores dos serviços de email e de outras aplicações do Outlook, mas agora está disponível para todos que acedam e se registem no site skype.com e que utilizem os navegadores Internet Explorer, o Chrome, o Firefox ou o Safari.

Na versão inicial, ou beta, o Skype for Web vai pedir aos utilizadores que descarreguem um plug-in – uma ferramenta que opera através do browser – para poderem iniciar a conversa, mas no futuro, o plano da empresa e da Microsoft passa por colocar o serviço de conversação em tempo real à distância de um clique.