O alemão Theo Zwanziger, membro do Comité Executivo da FIFA, insistiu que a atribuição da organização do Mundial 2022 de futebol ao Qatar “foi um erro absoluto” e alertou para a “cólera e frustração” dos clubes.

Em entrevista à estação pública de televisão alemã ARD, o responsável da FIFA, que presidiu à Federação Alemã de Futebol entre 2006 e 1012, admitiu que vai votar a favor da proposta para o Campeonato do Mundo se realizar no inverno, mas reafirmou que “a melhor solução seria que o Mundial não se realizasse no Qatar”.

Para Zwanziger, “a questão da calendarização vai provocar cólera, frustração e resistência” dos clubes, que já se manifestaram contra a realização do Mundial no inverno.

Em finais de fevereiro, um grupo de trabalho da FIFA propôs que o Mundial 2022 se realizasse entre finais de novembro e dezembro para escapar às altas temperaturas que se fazem sentir no Qatar durante o verão.

Esta proposta vai ser discutida na próxima reunião do Comité Executivo, a 19 e 20 de março, em Zurique.