Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Desde as margens do Douro até aos áridos terrenos egípcios, Manoel de Oliveira fez de todo o mundo uma tela para os seus filmes. Conheça cinco dos locais por onde passou a imaginação do cineasta que morreu esta sexta-feira, aos 106 anos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR