O jovem artista português Artur Bordalo, mais conhecido por Bordalo II, vai inaugurar a segunda exposição na Galeria Arte Periférica, no Centro Cultural de Belém, (CCB), no dia 18 de abril às 16 horas. Depois de “World Gone Crazy”, há “Pânico, Drama, Terror” para ver até 28 de maio.

Artur Bordalo nasceu em Lisboa, em 1987, e utiliza desperdícios (lixo) como matéria-prima. É com recurso ao lixo que pinta as diversas paisagens urbanas – não só para reciclar os materiais como para criticar o mundo em que vive. Na página que detém no Facebook, escreve que também é desta forma que as coisas são apresentadas às pessoas: apesar de bonitas, têm, muitas vezes, lixo na base.

Com a exposição “Pânico, Drama, Terror”, Artur Bordalo quer dar nova cor ao pânico, ao drama e ao terror da realidade, “criando situações hipotéticas e o cómico em acontecimentos vergonhosos”. É desta forma que interpreta o pânico da sociedade se tornar naquilo que a sociedade quer, o drama da felicidade da vida se resumir a interesses materialistas e o terror que se esconde por detrás da verdade, explicou em comunicado.