Os materiais criados pelas Aldeias de Xisto no âmbito do projeto “Agricultura Lusitana” vão estar em exposição no Eunique 2015 – Feira Internacional para o Design e as Artes Aplicadas entre oito e dez de maio, em Karlsruhe, Alemanha.

O projeto levou cento e cinquenta pessoas a viverem a realidade rural portuguesa, com o objetivo de adaptar as funcionalidades e desenho dos artefactos mais antigos para a contemporaneidade. Nove escolas universitárias de design aliaram-se ao “Agricultura Lusitana”, assim como 22 ateliers de craft e uma equipa de design.

Cada escola de design teve a responsabilidade de estudar a potencialidade social e económica de uma aldeia portuguesa e de testar modos renovados de aplicar os ensinamentos artesanais do passado. O resultado foi um catálogo de objetos que recordam as raízes portuguesas, mas que as trazem para a estética e funcionalidades do presente, numa lógica sustentável.

“É na raíz da nossa identidade que ancoramos o sentido de pertença a uma matriz cultural que nos define e afirma neste jogo global cada vez mais voraz”, pode ler-se no comunicado da Aldeias de Xisto. O projeto foi financiado pelo Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos, pela Secretaria de Estado da Cultura, pelo Turismo Centro de Portugal, pela embaixada do país em Berlim e pelo Consulado Geral de Estugarda.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR