A corrida ao Óscar pode ganhar um forte concorrente. De acordo com o Hollywood Report, Leonardo DiCaprio vai protagonizar o filme “Crowded Room” como Billy Milligan, primeira pessoa a ser absolvida nos Estados Unidos da acusação de violação e roubo, depois de convencer um júri de que tinha 24 personalidades diferentes.

Segundo conta o The Guardian, a biopic de Milligan é um dos projetos que há mais tempo está para ser realizado em Hollywood. DiCaprio estava interessado na história desde 1997, mas ainda não havia lido nenhuma sinopse que o convencesse de que era o momento de avançar com o projeto. Foram os guionistas Jason Smilovic e Todd Katzberg que atraíram o ator de volta à história, após um pitch onde apresentaram a sua ideia para o filme. “Eles vieram com uma perspetiva fresca que resolveu alguns dos problemas [da realização do projeto]. É desafiante entender a história de Billy e torná-lo compreensivo. Acho que temos a estrutura que nos permite entendê-lo da melhor maneira possível”, afirmou Brad Weston, diretor executivo da New Regency and Appian Way, à publicação. “Este é o projeto dos sonhos para nós e para Leo”, assegura Weston.

No começo dos anos 90, James Cameron co-escreveu um guião com Todd Graff baseado no livro “The Minds of Billy Milligan”, de Daniel Keyes, com supervisão do próprio Billy Milligan. No entanto, o filme nunca chegou a ser produzido, devido a problemas financeiros com Sandy Arcara, proprietária dos direitos de adaptação da obra ao cinema, que processou Cameron pela baixa remuneração oferecida pela autorização. Segundo conta a revista Variety, Cameron também foi posteriormente processado pelo próprio Billy Milligan por não ter dado continuidade ao filme.

A Warner Bros tentou retomar o projeto nos anos seguintes, com Joel Schumacher e David Fischer na calha para realizar a história, enquanto Matthew McConaughey, Johnny Depp, Brad Pitt, Sean Penn e John Cusack foram apontados como possíveis protagonistas. Coube a DiCaprio dar nova vida ao projeto a partir da sua produtora, a New Regency and Appian Way.

Ainda não há informações sobre o início das gravações ou data de previsão para a estreia. Nos últimos meses, DiCaprio esteve envolvido nas gravações de “The Revenant”, filme do realizador mexicano Alejandro Iñarritu, vencedor do Oscar 2015 na categoria Melhor Realizador por Birdman. O título chegará aos cinemas em dezembro nos Estados Unidos.

O ator já foi nomeado aos Óscares quatro vezes: como melhor ator secundário em “Gilbert Grape” (1994), e como ator principal em “O Aviador” (2005), “Diamante de Sangue” (2007) e “O Lobo de Wall Street” (2014).

A história de Milligan

Em 1977, Billy Milligan roubou e violou três mulheres no campus da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos. Durante o seu julgamento, os advogados de defesa alegaram que o homem sofria de transtorno de múltipla personalidade. Segundo relata a publicação, Milligan falou e sentou-se de diferentes maneiras nas sessões e as suas vítimas descreveram-no de diferentes maneiras.

Milligan foi encaminhado a diversos centros psiquiátricos, onde foram identificadas as 24 personalidades, cada uma com a sua própria história, sotaque, sexo e idade. Entre elas, encontravam-se Ragen, um homem jugoslavo que podia falar e escrever em sérvio e que foi responsável pelos roubos, e Adalana, uma poetisa que admitiu ser culpada pelas violações, apesar de nenhuma das outras personalidades ter conhecimento desta informação.

Milligan deixou o centro psiquiátrico em 1988 e em 1991 concluiu o seu tratamento. Morreu de cancro aos 59 anos, em 2004.