David Bowie

Petição a Deus: “Diz não à morte de David Bowie”

176

Italiana lançou uma petição a Deus para reverter a morte de David Bowie. Andrea Natella conta já com 981 assinaturas. Há uma outra petição a pedir que Marte se chame planeta David Bowie...

Autor
  • Hugo Tavares da Silva

Se David Bowie era reconhecido pela criatividade e inovação — o eterno camaleão –, há quem não fique assim tão atrás. É o caso de Andrea Natella, uma italiana que decidiu lançar uma petição… a Deus. Coisa pouca, hein? A explicação e motivação resume-as numa linha: “David Bowie não pode estar morto”, por isso “diz não à morte de David Bowie”.

O que, porventura, Andrea não esperava era que passadas 24 horas tivesse 980 assinaturas junto à sua. A plataforma usada é a change.org. As redes sociais, pois claro, estão radiantes e adeptos deste pause na realidade. “Super bonito, italianos começaram uma petição a Deus contra a morte de David Bowie” e “os italianos estão a peticionar a Deus pela alma de David Bowie. Eles querem de volta à Terra o homem do espaço” são alguns dos primeiros tweets que aparecem quando se pesquisa “petizione bowie” no Twitter. Mas há mais: “Querido Deus, podemos ter o David Bowie de volta por favor?”, “Queremos um concerto do David Bowie em Itália! – Assina a petição!”.

Já Daniel Churchill pretende algo menos divino, embora de outro mundo: quer mudar o nome do planeta Marte para David Bowie. A explicação do autor da petição, quem sabe inspirado pelo apelido, utiliza muitas mais palavras ao longo de quatro parágrafos. “Não é necessário dizer muito sobre esta campanha e se a está a ler é porque, provavelmente, já entendeu o seu valor e significado”, assim começa o texto. A plataforma usada é a mesma — change.org — e conta com 488 assinaturas.

“A luta é real, mas também Deus o é”

Iman Abdulmajid, de 60 anos, foi casada com David Bowie durante 24 anos e também ela fez uma espécie de homenagem nas redes sociais. A super-modelo e o artista casaram na Toscana, em 1992, casamento do qual resultou uma filha, Alexandria Zahra Jones.

No dia da morte do londrino, Iman colocou no Twitter uma imagem com a seguinte frase inscrita: “A luta é real, mas também Deus o é”, juntamente com a hashtag #Rise. Um dia antes, porventura nas horas de angústia que prometiam o desfecho já conhecido, Iman tweetou a seguinte frase: “Às vezes só sabes o verdadeiro valor de um momento quando ele se transforma numa memória.”

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Governo

2019 no mundo e em Portugal

Inês Domingos

Vinte anos depois do calendário, passada a crise, 2019 é o ano em que política, social e economicamente entramos realmente no novo século. Este Governo está aflitivamente impreparado para o enfrentar.

Política

O Povo é sempre o mesmo

Pedro Barros Ferreira

Trump e Bolsonaro não apareceram de gestação expontânea, antes pela sementeira criada pelos partidos e políticos que nada fazem, mas que dizem que tudo deve mudar para que, afinal, tudo fique na mesma

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)