O primeiro presidente do Governo Regional da Madeira, Jaime Ornelas Camacho, morreu na terça-feira, no Funchal, aos 95 anos, informou hoje fonte do Hospital Dr. Nélio Mendonça, onde o político se encontrava internado há alguns dias.

Por vontade da família, o hospital não revelou a causa da morte, adiantando apenas que o antigo presidente da Região Autónoma da Madeira morreu cerca das 23:00 horas do dia 23 de fevereiro (terça-feira).

Nascido em 1921, na freguesia do Curral das Freiras, concelho de Câmara de Lobos, Ornelas Camacho era engenheiro civil de profissão e foi eleito primeiro presidente da Região Autónoma da Madeira em 1976, tendo desempenhado o cargo até 1978, ano em que foi substituído por Alberto João Jardim.

Depois, e até 1980, exerceu a função de secretário regional do Equipamento Social.

O seu desempenho na Administração Regional ao longo dos anos foi motivo de reconhecimento público, tendo sido agraciado com diversas condecorações, das quais se destaca a atribuição, pela Assembleia Legislativa da Madeira, da Medalha de Mérito e, em 2001, da Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.

Jaime Ornelas Camacho foi membro destacado do PSD/Madeira, mas encontrava-se retirado da política ativa há vários anos.