Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Adam Johnson foi o escolhido para encerrar a 7.ª edição do Festival Literário da Madeira. O evento acontece no Funchal, entre os dias 14 e 18 de março.

Foi com o livro The Orphan Master’s Son (ou Vida Roubada, conforme publicado em Portugal), que o norte-americano de 46 anos passou a ter uma espécie de título sempre colado a si: vencedor do Pulitzer, na categoria de ficção. Vida Roubada segue a vida de Pak Jun Do, um jovem que vive na Coreia do Norte, o país mais fechado do mundo.

Vida Roubada é o único livro que tem publicado em Portugal e apenas o segundo que escreveu, depois da estreia com Parasites Like Us, em 2003. Em 2015 lançou Fortune Smiles, uma compilação de contos que mereceu o National Book Award em 2015, também na categoria de ficção.

Adam Johnson vai subir ao palco do Teatro Municipal Baltazar Dias Júnior ao lado de Miguel Sousa Tavares, para uma conversa moderada pelo jornalista Paulo Moura. Os três juntam-se aos já confirmados Svetlana Alexievich, Eimear McBride, Tatiana Salem, Pepetela, Frederico Lourenço, Valter Hugo Mãe, Pedro Mexia, Maria Fernandes, Daniel Jonas, Vítor Soromenho Marques e Marcelino Freire.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR