O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) decidiu suspender por 113 dias o presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, e o diretor-geral do mesmo clube, Octávio Machado, por 75 dias. Na base da decisão unânime, noticiada pelo Record, está uma queixa apresentada pelo Benfica a 30 novembro de 2015.

O presidente leonino foi declarado culpado de três infrações de lesão da honra e reputação, enquanto que o diretor-geral do Sporting foi penalizado por duas infrações. Além do período de suspensão, Bruno de Carvalho foi condenado ao pagamento de uma multa de 2.869 euros e Octávio Machado a uma multa de 1.913 euros.

Depois de o Benfica avançar com participações disciplinares, a 2 de dezembro do mesmo ano a Comissão de Instrução e Inquéritos da Federação decidiu abrir um inquérito disciplinar.