O prolongamento do contrato de Rui Vitória pelo Benfica não é propriamente uma “notícia”, no sentido mais lato da palavra. Havia vontade do presidente, havia vontade do técnico, havia vontade geral dos adeptos. Era como um namoro inabalável à prova de tudo, que deu casamento em 2015 e merece agora uma renovação de votos em 2017. Em vésperas de poder igualar Jimmy Hagan como o técnico que mais cedo alcançou 50 vitórias na Primeira Liga, o treinador dos encarnados revelou-se satisfeito e orgulhoso com o ato oficial.

“Esta renovação é a formalização daquilo que estava estabelecido há muito tempo, mas fica o reconhecimento de parte a parte daquilo que temos vindo a fazer. Da minha parte há um prazer enorme em trabalhar num clube desta dimensão e da parte do Benfica é o reconhecimento do trabalho que eu e a minha equipa técnica temos vindo a fazer. Hoje formalizámos o que já estava acordado há muito tempo”, referiu à BTV.

“O resto da equipa técnica é determinante. Nós, treinadores, aparecemos a representar, mas esta equipa é fantástica e não seriam da minha equipa técnica se não tivessem muita competência. Temos uma equipa técnica de grande qualidade e o Benfica está muito bem servido neste aspeto. Sem eles, os resultados não seriam os mesmos”, acrescentou nas declarações ao canal oficial do clube.

A minha vida de treinador foi feita passo a passo de forma consistente mas sempre alcançando os objetivos propostos. Foi assim que vi da Segunda Liga e cheguei às finais da Taça da Liga, da Taça de Portugal e ao título de campeão. Mas foi assim a ser feliz, a estar bem comigo mesmo, a ter paixão pelo que faço sem pensar em muitas coisas a distâncias longas mas sim a curto prazo. É assim que me sinto bem. Agora é continuar este projeto de manter a grandeza do Benfica e depois olhar para o futuro nomeadamente com mais juventude e jogadores vindos das formação. Sinto-me cada vez mais participante neste projeto. É a sintonia total entre as minhas ideias e o projeto que o Benfica tem”, rematou depois de destacar os bons resultados conseguidos na última época.