A Assírio & Alvim vai publicar, no mês de novembro, a primeira edição da poesia completa de Mário Cesariny, com organização e prefácio de Perfecto E. Cuadrado, um dos grandes especialista em surrealismo português e amigo próximo do poeta. Apesar de os livros de poesia mais populares do surrealista português terem vindo a ser republicados ao longo dos anos, a sua poesia nunca tinha sido reunida num só volume.

Manuel Rosa, editor de Cesariny, já tinha revelado no ano passado ao Observador que, em 2017, numa iniciativa que pretendia assinalar os dez anos da morte do poeta, a Assírio & Alvim iria reeditar algumas obras há muito esgotadas e lançar a primeira edição completa da poesia, numa edição crítica de Perfecto E. Cuadrado. Dando continuação ao trabalho que tem vindo a ser desenvolvido ao longo deste ano, a editora guardou ainda para outubro a republicação de Primavera Autónoma das Estradas e Manual de Prestidigitação.

A tradução de Cesariny de Iluminações – Uma Cerveja no Inferno, de Jean-Arthur Rimbaud, vai também voltar ao catálogo da Assírio & Alvim no final do ano. A obra estava esgotada há vários anos.

A estreia de Mourão-Ferreira e o primeiro livro de teatro de Almada Negreiros

Depois de vários adiamentos, a Assírio & Alvim vai publicar em setembro Poesia Completa, de Eugénio de Andrade. O volume, que reúne toda a poesia de Andrade, foi feito a partir da última edição revista em vida pelo autor. O prefácio é de José Tolentino Mendonça. Ainda este mês, sairá Transporte no Tempo, de Ruy Belo, com prefácio de Manaíra Aires Athayde, e um novo livro de contos de Fernando Pessoa, A Porta e Outras Ficções. A obra inclui quatro textos inéditos.

Para outubro está marcada a estreia de David Mourão-Ferreira no catálogo da Assírio & Alvim. A editora, que irá reeditar toda a obra do autor português , irá lançar em primeiro lugar Um Amor Feliz, o único romance de Mourão-Ferreira. Depois de toda a prosa estar editada, será lançado um volume com toda a poesia reunida. Em novembro, será publicado o primeiro livro de teatro de José de Almada Negreiros, no âmbito da coleção “Almada Breve”. “Organizada por géneros, apresenta em sequência cronológica textos decisivos do autor, anotados, com uma introdução que os contextualiza, e incluindo os desenhos ou arte gráfica das publicações originais”, esclarece a Assírio & Alvim.

E por falar em Almada Negreiros, serão reeditados os volumes de Poemas e Ficções, com um conjunto importante de inéditos e novas leituras. Canções de Inocência e de Experiência, de William Blake, vai ser relançado em setembro. A tradução original, de Jorge Vaz de Carvalho, foi totalmente revista pelo tradutor.

Para os últimos meses do ano, a editora tem ainda planeado o lançamento de uma antologia poética de Rui Costa, Mike Tyson Para Principiantes, um novo livro de poesia de Gastão Cruz, Existência, e o novo romance de Javier Cercas, O Monarca das Sombras. Oblívio, de Daniel Jonas, e A Noite, de Manuel António Pina, deverão sair em outubro.