O selecionador português, Fernando Santos, voltou neste sábado a referir que não há margem de erro para Portugal poder alcançar o apuramento direto para o Mundial2018 de futebol e quer os jogadores a “200 por cento” frente à Hungria. “Não há margem de erro, Portugal quer estar na fase final do Campeonato do Mundo, quer o apuramento direto. Vai ser um jogo difícil, perante uma equipa de qualidade que em sua casa tem feito um bom trabalho. Mesmo quando perdeu em casa com a Suíça, devia ter vencido o jogo. Mas estamos aqui para vencer”, afirmou Fernando Santos.

O técnico de 62 anos falava aos jornalistas na conferência de imprensa de antevisão do jogo de domingo, da oitava jornada do grupo B de apuramento para o Mundial2018, na Arena Groupama, em Budapeste. “Os meus jogadores vão ter que estar concentrados e atentos a tudo. Vão ter que estar focados 200 por cento em todos os momentos do jogo”, acrescentou.

O selecionador lembrou que, para o encontro em outubro com a Suíça poder ser decisivo na qualificação direta, Portugal primeiro tem que vencer em Budapeste, frente a uma Hungria que, pontualmente, ainda pode chegar ao segundo lugar do agrupamento. “A Hungria ainda sonha com o segundo lugar. Por isso, vai procurar vencer Portugal para alimentar esse sonho. Espero uma equipa ofensiva e pressionante. Não me importa se marcarmos o golo da vitória no primeiro ou no último minuto”, disse.

Fernando Santos adiantou ainda que Adrien e Bruno Alves vão voltar a treinar integrados e, caso não apresentem limitações, poderão ser utilizados no domingo frente aos húngaros. O encontro está agendado para as 20h45 (19h45 em Lisboa) e será arbitrado pelo holandês Danny Makkelie.

Portugal ocupa o segundo lugar do grupo com 18 pontos, menos três que a Suíça, que lidera e defronta à mesma hora a Letónia, em Riga. A Hungria segue na terceira posição com 10 pontos.