A polícia metropolitana de Londres está a rever as normas de segurança no colégio privado do príncipe George, depois de uma mulher de 40 anos ter sido detida por suspeita de roubo. O incidente aconteceu na terça-feira, mas a mulher, que teve acesso às instalações escolares, só ficou sob custódia na quarta.

É pouco provável que o pequeno George estivesse no interior da escola aquando do sucedido, mas todo o cuidado é pouco. Afinal, o príncipe de apenas quatro anos é, depois do avô e do pai, o herdeiro ao trono britânico.

A polícia, citada pelo jornal The Guardian, disse estar a trabalhar com a escola, frequentada por “sua alteza real, o príncipe George”, de modo a rever a segurança do estabelecimento. “A polícia foi alertada e os agentes atenderam imediatamente à situação.”

Fotogaleria. O primeiro dia de aulas do príncipe George

George começou a frequentar a Thomas’s Battersea no passado dia 7 de setembro, naquele foi o seu primeiro dia de aulas. O príncipe foi fotografado a chegar à escola, que custa cerca de 19 mil euros por ano, na companhia do pai.