Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

André Leão, jogador que até ao ano passado representava o Clube Atlético e Cultural (CAC) da Pontinha, já saiu de coma induzido, no Hospital São Francisco Xavier, avança o Record. O jogador foi sujeito a uma operação depois de ter sido hospitalizado na sequência de uma agressão violenta na noite de quarta-feira à saída da discoteca Docks, em Lisboa.

Segundo fonte citada pelo Diário de Notícias, os desacatos entre o jogador e os agressores terão começado ainda dentro da discoteca. Já no exterior do estabelecimento nocturno, e até depois de terem tirado uma fotografia juntos, os alegados agressores terão voltado a provocar o jogador que se encontrava com um amigo. As alegadas agressões que obrigaram à hospitalização de André Leão terão sido concretizadas pouco depois.

Fonte da PSP do Comando Metropolitano de Lisboa confirmou ao Observador que as agressões ocorreram por volta das seis da manhã e que a polícia tomou nota da ocorrência no local após ter sido informada. Numa fase posterior foram identificados três suspeitos, tendo a PSP informado oficialmente o Ministério Público da ocorrência. O Observador ainda não conseguiu confirmar se foi aberto um inquérito criminal na sequência da participação da PSP.

O Correio da Manhã publicou um vídeo da noite de quarta-feira, dia em que o jogador foi agredido, e que o Observador vai divulgar sem som. No vídeo, que alegadamente mostra os momentos antes das agressões serem concretizadas, pode ouvir-se: “Olha, para já não tocas no meu carro”. Mais tarde ouve-se novamente: “Se tocares no meu carro, quem vai sair do carro sou eu”, ao que a outra pessoa responde que “eu falei contigo na boa, mano”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

[Veja aqui o vídeo da noite das agressões]

[jwplatform NDSqINvt]

O vice-presidente do clube, Victor Soares, confirmou que o jogador está a melhorar. Depois de ter “recuperado do estado de coma”, já abriu os olhos e moveu os braços. “São boas notícias, dentro do possível”, disse, acrescentando que, ainda assim, tem “pela frente uma difícil recuperação”.

Horas antes, Soares tinha escrito no Facebook: “Acorda, amigo”, acrescentando que o jogador foi agredido por quatro elementos e que “ninguém merece”. Partilhou também imagens do jogador de 23 anos na cama do hospital, com a cabeça ligada.

O Record escreve que as alegadas agressões terão partido de dois ex-concorrentes de um reality show.