Se havia algo que iria marcar a tarde de sábado no Dragão era mesmo a receção da equipa de hóquei em patins dos azuis e brancos ao Benfica, a contar para os quartos de final da Taça de Portugal (18h). No entanto, e ainda antes do início do clássico, houve algo que se destacou no dia depois da conferência de imprensa de Sérgio Conceição: a saída do autocarro do FC Porto para Lisboa, onde a equipa ficará em estágio até defrontar o Benfica este domingo.

Sérgio Conceição apenas quer a vitória frente ao Benfica

Quando a viatura que transporta os convocados dos dragões para um encontro que poderá ser decisivo nas contas do Campeonato saiu da garagem, a comitiva sentiu uma forte de manifestação de apoio, com centenas de adeptos a marcarem presença no local para um último “empurrão” antes da viagem rumo à capital, entre vários cânticos e até alguma confusão que desacelerou a marcha do autocarro. Ainda assim, o atraso em relação à hora prevista não se deu por causa dessa manifestação mas sim por outro factor que Francisco J. Marques explicou no Twitter.

“A Unidade Nacional de Trânsito veio hoje de Lisboa ao Porto fazer uma operação stop aos jogadores do FC Porto. Aconteceu junto ao Olival e junto ao estádio. Muitas multas, partida da equipa atrasada. O pontapé de saída do clássico foi um truque da Administração Interna”, escreveu o diretor de comunicação do clube na rede social.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A comitiva azul e branca já seguiu viagem para Lisboa, onde chegará ao final da tarde/início da noite e ficará concentrada até à saída para o estádio da Luz. Marega e Corona, jogadores que trabalharam condicionados durante a semana e que estão em dúvida para o encontro com o Benfica, encontram-se no lote dos convocados. E, entretanto, Iker Casillas já veio aplaudir através da sua conta oficial no Twitter a manifestação de apoio dos adeptos portistas. Vários jogadores do plantel partilharam também através das redes sociais o momento a partir do interior da viatura.

Entretanto, a GNR já veio negar que tenha ido alguém de Lisboa para o Porto na ação descrita por Francisco J. Marques. “A unidade nacional de trânsito, através do seu destacamento do Porto, não foi ninguém de Lisboa para o Porto portanto, fez várias ações de fiscalização no distrito do Porto durante o dia de hoje. A última decorreu na Nacional 222, na rotunda de acesso à A32. Foi uma ação de fiscalização normal e habitual, onde foram fiscalizados diversos condutores, tendo sido autuados os que se encontravam em infração, naturalmente. Todas as viaturas que circulam na rede viária são suscetíveis de ser fiscalizadas pelas autoridades e a GNR faz as operações onde entende, normalmente em locais de maior sinistralidade, onde são fiscalizados todos os condutores. Não são feitas operações dirigidas a um certo tipo de condutores”, explicou ao jornal O Jogo o major Bruno Marques.

Mais tarde, Francisco J. Marques nomeou os jogadores que tinham sido multados, contrariando também uma informação que tinha sido dada ao jornal Record por uma fonte oficial do Comando Central e que falava apenas numa situação com atletas azuis e brancos. “Sérgio Oliveira é jogador do FC Porto e foi multado. Fabiano é jogador do FC Porto e foi multado. Vaná é jogador do FC Porto e foi-lhe levantado um auto não sei de quê. Mas há quem garanta que só um jogador foi fiscalizado. Uns pândegos”, escreveu o diretor de comunicação dos dragões.