Pagar 12 meses de renda de uma só vez e ainda antes de entrar dentro da futura casa é uma estratégia que muitos inquilinos começam a adotar para convencer os senhorios a cederem-lhes a casa. A notícia é avançada pelo DN que cita fontes de mediadoras imobiliárias.

Se, tradicionalmente, ter um fiador ou ter de pagar cauções eram a norma para garantir uma casa arrendada, a escassez de imóveis no mercado de arrendamento veio mudar tudo. Agora, os inquilinos têm de ser criativos na hora de convencerem os senhorios, até porque, dizem os mediadores, quando aparece um imóvel no mercado há, em média, 70 propostas para a mesma casa.

“As propostas são cada vez mais floreadas porque os candidatos a arrendamento sentem que não basta oferecer o que é pedido, é necessário reforçar a proposta”, diz, citado pelo DN, Nuno Gomes da Remax Prestige. A grande tendência, diz Marta C., mediadora na área de Lisboa, Sintra, Cascais e Oeiras, é adiantar várias rendas: “Cada vez mais são oferecidos valores à cabeça que variam entre meio ano e um ano de renda.”

A explicação que apresenta para esta estratégia — que diz ser usada tanto por portugueses como por estrangeiros — não é apenas para ultrapassar a concorrência, mas também para mostrar ao senhorio que têm condições financeiras para suportar os valores de aluguer e também pretensão de ocupar o imóvel durante longos períodos de tempo.

A mesma mediadora diz ter uma lista de espera tão grande na sua carteira de clientes que assim que um imóvel fica disponível, recebe em média 70 propostas pela mesma casa. “Já se torna impensável fazer visitas diárias aos apartamentos, temos de fazer casas abertas.”

As associações de proprietários não negam a escassez de casas para arrendar e assumem que há muitos proprietários que preferem ter as casas desocupadas a arriscar o arrendamento. “Não há falta de casas em Portugal, mas há muitas casas que não estão a entrar no mercado”, concluiu António Frias Marques, da Associação Nacional de Proprietários, dizendo que os motivos serão vários, embora sem especificar.