De acordo com a CMTV, o ex-Presidente do Sporting foi internado no sábado no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, devido a uma “intoxicação medicamentosa”. A televisão cita uma fonte do hospital a dizer que Bruno de Carvalho “teve alta hospitalar perto das 6h00 de domingo”.

Fonte conhecedora do processo especificou ao Observador que o ex-presidente do Sporting deu entrada no hospital às 23:00 de sábado, em plena contagem dos votos da noite eleitoral mais concorrida na história do Sporting, e que estaria acompanhado da irmã. Bruno de Carvalho terá sentido uma indisposição durante a tarde de sábado, com enjoos e sinais de febre, acrescenta a CMTV.

A mesma fonte ouvida pelo Observador salientou que o estado de saúde de Bruno de Carvalho não terá suscitado particular preocupação e que a suspeita de uma ingestão de medicamentos em demasia teria dado origem a uma lavagem do estômago, algo que não aconteceu. Caso tal tivesse sucedido, o ex-presidente do Sporting dificilmente teria tido alta pelas 06:00 de domingo, acrescentou.

O Jornal de Notícias (JN) adiantou, entretanto, citando fonte próxima do antigo líder leonino, que Bruno de Carvalho foi hospitalizado no sábado à tarde “devido a uma gastrite”. A eventual intoxicação medicamentosa foi “prontamente desmentida”, salienta o JN, acrescentando que Bruno de Carvalho “admite agir judicialmente contra os autores da notícia”.