Nuno Vinha

Editor de Economia

Costumo dizer que dei os primeiros passos no jornalismo em Portugal no "avô" do Observador: o Diário Digital. E isso em 1999, numa época em que a alta velocidade na Internet não passava dos 56 Kbps… Passei pelo papel – no El Periódico, em Barcelona – e voltei ao digital, sob o formato dos telexes (um nome anacrónico que os mais veteranos ainda repetem). Estive na Agência Lusa 15 anos, incluindo dois passados em Madrid, como correspondente. Em junho de 2018 entrei para o Observador. Outra vez no digital. Está visto que é onde me sinto bem.

Artigos publicados

A página está a demorar muito tempo.