Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Já foram anunciadas as cinco fotografias vencedoras e as cinco menções honrosas do concurso “Environmental Photographer of the Year”, que todos os anos escolhe as “imagens mais poderosas” que “nos lembram que todos vivemos no mesmo planeta e que as ações que tomamos afetam os outros ao nosso redor”. Este ano houve candidaturas vindas de 89 países  que “fornecem uma visão sobre o estado atual do nosso meio ambiente e os meios de subsistência das pessoas ao redor do mundo”. De todas elas, as vencedoras mostram as consequências das alterações climáticas e da miséria. Mas também como a esperança de um futuro melhor pode ser possível.

A melhor fotografia de ambiente do ano chama-se “Flutuação Final” e foi tirada no Irão por Saeed Mohammadzadeh. A imagem mostra um navio encalhado numa salina no lago Urmia. Segundo o fotógrafo, “as alterações climáticas intensificaram as secas que aceleram a evaporação na região”. Além disso, “o lago tem sofrido com poços ilegais e com a proliferação de represas e projetos de irrigação, reduzindo significativamente o volume de água”.

Os níveis de salinidade da água chegam a níveis extremos de 350 gramas por litro —  oito vezes mais do que a água do oceano. Há tempestades de poeira e areia com sal que deterioram as habitações perto do lago porque inflamam os olhos, a pele e os pulmões. E os habitats dos animais e das plantas estão a morrer.

De acordo com o Instituto Qualificado da Água e Gestão Ambiental, que organizam o concurso, imagens como esta são “um catalisador eficaz para uma mudança positiva”. Terry Fuller, chefe executivo do instituto, ainda questiona: “Há uma conclusão sobre a imagem vencedora deste ano que considero arrepiante. A água já foi usada para muitos propósitos desapareceu e o estado decadente do navio sugere que a água não retornará. Porque é que este navio foi deixado encalhado? Os donos não sabiam, acreditavam que os níveis de água estavam a diminuir ou aconteceu tão rapidamente que não tiveram tempo de se adaptar?”

Veja as imagens vencedoras, as histórias delas e as menções honrosas do concurso na fotogaleria.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR