Estivadores

Ministra do Mar sobre acordo com estivadores: é “absolutamente essencial”

Ana Paula Vitorino diz que é preciso "trabalhar fortemente" para alcançar um acordo entre as partes e afirma que está em causa o futuro do Porto de Setúbal. Greve de estivadores dura há um mês.

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Para a ministra do Mar é “absolutamente essencial resolver a questão do Porto de Setúbal”. Em entrevista ao jornal Público e à Rádio Renascença, Ana Paula Vitorino assegura que é preciso “trabalhar fortemente” para alcançar um acordo entre as partes — a greve dos estivadores é o motivo porque o Porto de Setúbal está praticamente parado desde o dia 5 de novembro. As negociações com os estivadores — em protesto contra o que dizem ser uma situação precária das condições de trabalho — vão ser retomadas já na próxima semana. “É absolutamente essencial resolver a questão do Porto de Setúbal. Não é aceitável que exista um tão elevado número de trabalhadores eventuais e que uma infraestrutura como aquela, que serve de suporte para as exportações, prejudique as empresas”, afirma a ministra.

Ana Paula Vitorino assegura em entrevista que a solução “está muito mais perto do que se possa pensar” e diz ser necessário um acordo que “acabe com a precariedade completamente desregulada no Porto de Setúbal”. A falta de acordo, diz a ministra, pode pôr em causa do futuro do porto que, apesar de no contexto nacional valer 6% da movimentação de carga, “tem uma importância estratégica porque é um porto industrial, que movimenta matérias-primas e produtos acabados de alto valor”. “Estamos a fazer o nosso melhor para mediar. Mas estamos a tomar as medidas necessárias para que os outros portos nacionais possam receber todas as cargas que eram até agora movimentadas em Setúbal”, continua.

Tendo em conta a posição do Bloco de Esquerda que, além de estar ao lado dos estivadores, já pediu a demissão da ministra do Mar, Ana Paulo Vitorino responde assim: “Há uns que tentam resolver o conflito defendendo os trabalhadores e os postos de trabalho e há os outros que se põem numa situação de dizerem sistemática e recorrentemente que pedem a demissão dos ministros”.

Questionada ainda sobre o “clima intimidatório” da greve, a ministra confirma que há carros desfeitos, pessoas ameaçadas e outras agredidas. “Isso são matérias de justiça. Essa investigação não cabe ao Governo fazer.”

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: acmarques@observador.pt
CDS-PP

O governo merece uma censura /premium

João Marques de Almeida

Se o Presidente, o PM e os partidos parlamentares fossem responsáveis e se preocupassem com o estado do país, as eleições legislativas seriam no mesmo dia das eleições europeias, no fim de Maio. 

Arrendamento

A coisa /premium

Helena Matos

Programas para proprietários que antes de regressarem à aldeia entregam ao Estado as suas casas para arrendar. Torres com 300 apartamentos. O arrendamento tornou-se na terra da intervenção socialista

Médicos

Senhor Dr., quanto tempo temos de consulta?

Pedro Afonso

Um dos aspetos essenciais na relação médico-doente é a empatia. Para se ser empático é preciso saber escutar. Ora este é um hábito que se tem vindo a perder na nossa sociedade, e nas consultas médicas

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)