A UEFA ameaçou suspender por um ano o AC Milan das competições europeias de futebol, por incumprimento das regras do fair play financeiro, anunciou esta sexta-feira o organismo continental.

A suspensão será ativada se o clube italiano não atingir o equilíbrio financeiro até junho de 2021, ficando impedido de participar na prova europeia seguinte para a qual se qualifique, nas épocas 2022/23 e 2023/24.

A decisão surge um dia após a eliminação dos rossoneri na fase de grupos da Liga Europa, na sequência da derrota por 3-1 com o Olympiacos, treinado pelo português Pedro Martins, com a entidade que rege o futebol europeu a anunciar também a retenção de 12 milhões de euros do prémio final de participação do clube na prova.

Os milaneses também não poderão inscrever mais do que 21 jogadores nas competições europeias nas próximas duas temporadas, reduzindo em quatro o número normal de atletas inscritos (25). O AC Milan, atual quarto classificado na liga italiana, com 26 pontos, ao fim de 15 jornadas, poderá recorrer dos castigos para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).