A seleção portuguesa de voleibol masculino venceu este domingo a Croácia por 3-1, em jogo do Grupo D da fase de apuramento para o Campeonato da Europa de 2019, para a qual já garantiu a qualificação.

Portugal entrou de forma agressiva na partida e conquistou o primeiro parcial por categórico 25-15, o que faria prever um jogo tranquilo e dominador, mas o serviço dos portugueses, até aí muito bom, traiu-os no segundo ‘set’, que acabou com vantagem para os croatas, por 25-19.

Nos restantes parciais (26-24 e 25-16) a equipa lusa redimiu-se e conseguiu concretizar uma vitória que não garante a liderança do grupo – essa fica adiada para quarta-feira, no duelo fora de portas com a Albânia -, mas sedimentou a garantia que a seleção já tinha à entrada para este jogo: no pior cenário tem presença no Europeu, como um dos cinco melhores segundos colocados.

A equipa orientada por Carlos Prata, que voltou a contar com Alex e Marcos Ferreira – até aqui em dúvida devido a lesão -, entrou forte e no primeiro tempo técnico já vencia por uma diferença de seis pontos (8-2), terminando o primeiro ‘set’ com uma diferença de dez (25-15).

Para o bom arranque português muito contribuiu o serviço forte, exatamente aquilo que faltava à Croácia, que pecou ao longo de toda a partida nesse domínio, mas chegou a assustar no segundo parcial, em que esteve sempre na frente do marcador e chegou a ter uma diferença de oito pontos aos 21-13, terminando com uma diferença de seis (25-19). No terceiro parcial, Portugal, perante uma claque bastante composta e interventiva, recuperou depois de um arranque tremido, em que esteve a perder, virou a seu favor aos 7-6, graças a um belo serviço de Alex Ferreira, que foi o melhor marcador, com 18 pontos.

Naquele ‘set’ ainda se registou uma igualdade (21-21), que preocupou a equipa portuguesa, mas o grupo recuperou a força no ataque e melhorou a receção, lançando-se para um quarto ‘set’ decidido, que terminou com 25-16, ou seja, uma diferença clara de nove pontos.

Portugal volta a jogar na quarta-feira, para discutir a liderança do grupo e quem passa em primeiro lugar à fase final do Campeonato da Europa, a realizar entre 12 e 29 de setembro. A prova decorre em quatro países em simultâneo – França, Eslovénia, Bélgica e Holanda – e Portugal regressa após oito anos de afastamento.

Jogo realizado no Pavilhão Multiúsos de Gondomar.

Portugal – Croácia, 3-1.

Parciais: 25-15 (23 minutos), 19-25 (25), 26-24 (31), 25-16 (29).

Equipas:

  • Portugal: Filip Cveticanin, Marco Ferreira, Alexandre Ferreira, Phelipr Martins, Lourenço Martins e Miguel Tavares. Jogaram ainda: João Fidalgo (líbero), José Monteiro e João Simões, Bruno Cunha.

Selecionador: Carlos Prata.

  • Croácia: Tsimafei Zhukouski, Ivan Raic, Sandro Dukic, Filip Sestan, Fran Peterlin e Hrvoje Pervan (líbero). Jogaram ainda Stipe Peric, Tino Hanzic, Marino Marelic e Leo Andric.

Selecionador: Ivan Rancic.

Árbitros: Maria Rodrigues Machin (Espanha) e Milan Nikolic (Bósnia Herzegovina).

Assistência: cerca de 1.500 espetadores.