À primeira vista, a imagem pode sugerir uma manobra de estacionamento mais “atrevida”, mas a história terá outros contornos, resultando alegadamente de uma tentativa de evitar um acidente. O condutor diz que ia na sua vida, quando lhe surgiu um animal no caminho. Para evitá-lo, afirma que guinou o volante e perdeu o controlo do veículo. Quando o recuperou era tarde, pois o Subaru já estava ‘às cavalitas’ de um Model S estacionado.

Além de o acontecimento provar a grande aptidão do Subaru para transpor obstáculos, bem como o baixo que é o Model S, como qualquer outra berlina com suspensões pneumáticas, o caso evidencia igualmente o problemático que pode ser realizar movimentos bruscos com a direcção. Especialmente em veículos com maior altura ao solo e suspensões mais macias e de curso mais generoso, modelos que se revelam mais fáceis de capotar ou acabarem encostados ao carro do vizinho, tentando saltar-lhe para cima.

Quem ia aos comandos do Subaru alegou ter tentado desviar-se de um cão ou de uma raposa, mas o mais curioso é que se a manobra de retirar os veículos daquela incómoda posição tiver sucesso, o condutor do SUV pode nem ter de accionar o seguro, pois aparentemente nenhum dos modelos tem quaisquer maleitas. O Subaru decididamente, mas até o Tesla, se bem que possa ter uns arranhões na pintura, nem sequer partiu o vidro em cima do qual repousa o que parece ser um Subaru Forester.