O nova-iorquino de 30 anos Rakim Meyers, conhecido no mundo da música pelo nome A$AP Rocky, foi detido na Suécia e impedido de sair do país. Rakim, um dos rappers e cantores mais populares do panorama musical atual, está a ser investigado pelas autoridades suecas depois de ter circulado na internet um vídeo em que aparece, numa altercação física com um alegado morador local, sendo visto a atirá-lo para o chão no meio da rua.

Segundo avança o The New York Times, A$AP Rocky foi detido por um período de duas semanas, para investigações das autoridades judiciais suecas, sendo suspeito de crimes de ofensa à integridade física. O rapper e cantor tinha um concerto agendado este domingo no festival Wireless, em Londres, com capacidade para 50 mil pessoas, mas não poderá atuar devido à detenção. Tinha também concertos marcados na Irlanda, Alemanha, Rússia e noutros países europeus, durante as próximas duas semanas.

O advogado do rapper e cantor já se queixou da detenção: em declarações ao The New York Times, Henrik Olsson Lilja afirmou que seria preferível, sendo A$AP Rocky um “artista de dimensão mundial como é”, que o rapper voltasse à Suécia apenas para enfrentar um julgamento, quando as investigações estivessem concluídas e uma acusação formalizada. Isso não aconteceu — e o nova-iorquino terá de permanecer num centro de detenção do país — porque foi considerado um risco para os outros, no caso de viajar.

A altercação física que originou as investigações e a detenção aconteceu no passado domingo, em Estocolmo, onde A$AP Rocky tinha um concerto esta semana — e foi revelada num vídeo difundido pelo jornal sueco AftonBladet. Entretanto, o músico defende-se argumentando que agiu em auto-defesa e revelou ainda dois vídeos na sua conta oficial de Instagram, nos quais é possível vê-lo dirigir-se à pessoa que atirou ao chão, afirmando “não queremos lutar contigo, não queremos ir para a cadeia”. Em ambos os vídeos A$AP Rocky é ouvido a dizer repetidamente “vão-se embora” e “parem de nos seguir”.

Portanto, alguns drogados não são meus fãs. Não conhecemos estes tipos e não queríamos problemas, eles seguiram-nos durante quatro ruas e andavam a dar palmadas nos rabos de raparigas que passavam. Poupem-me”, escreveu o rapper na legenda de um dos vídeos, em caixa alta.

No ano passado, o rapper e cantor foi um dos cabeças de cartaz do festival português NOS Primavera Sound.