O EuroBic contratou a empresa de uma amiga e sócia de Isabel dos Santos para fazer consultoria de recursos humanos, mas quebrou o contrato após a publicação da investigação Luanda Leaks, conta o Jornal Económico. Paula Oliveira, da SDO Consulting, era a única acionista da Matter Business Solution, a empresa para a qual Isabel dos Santos terá enviado 100 milhões de dólares através do banco português.

Uma fonte entrevista pelo Jornal Económico afirmou que o afastamento aconteceu para evitar “riscos reputacionais”. A Matter Business Solution é um offshore no Dubai — uma empresa aberta num território com menos tributação — e, segundo a fonte ouvida pelo jornal, desconfia-se que seja Isabel dos Santos, não Paula Oliveira, a verdadeira dona da consultora.

Paula Oliveira está na lista de possíveis testas de ferro da filha do ex-presidente de Angola, juntamente com Mário Leite da Silva. Embora o EuroBic se tenha recusado a comentar oficialmente o caso, ao Jornal Económico uma fonte garante que “ninguém sabia que a sócia principal da SDO tinha relações pessoais e profissionais com Isabel dos Santos”.

Ainda assim, o EuroBic está a investigar o processo de contratação da SDO Consulting, apurou o Económico. Uma fonte do processo explicou ao jornal que esse vínculo podia ter por objetivo constituir “uma maior capacidade de influenciar os administradores do banco, bem como a sua recondução e de outros quadros”.

Internamente, a contratação da empresa de Paula Oliveira foi aprovada por um comité do qual fazia parte um dos administradores apontados por Isabel dos Santos — Vanessa Loureiro, administradora da Santoro Finance, uma holding (empresa-mãe) da angolana que detém 42,5% do EuroBic. No entanto, o banco já apurou que foram cumpridos todos os procedimentos que legitimavam a contratação; e que os serviços da consultora foram efetivamente usados.