Foi um dos sucessos maiores da música popular portuguesa dos últimos anos e voltou a lembrar o país de que Toy tem poucos rivais no cançonetismo ligeiro. Nesta fase de desconfinamento, o cantor de Setúbal vai soltar-se e libertar-se, mas “só um bocadinho”, com um concerto na sala Lisboa ao Vivo que, sem público presente, será transmitido em direto através da internet no dia 13 de junho. Os bilhetes para assistir ao concerto online custam dois euros.

O concerto, agendado para as 21h30, chama-se “Toy: Um Arraial Digital (especial Santos Populares)” e será transmitido em direto no site wwww.gigs.emcasa.pt, no dia 13 — dia de Santo António. Prometem-se temas clássicos do cancioneiro de Toy, que antigamente bailavam-se e cantavam-se de cerveja (e às vezes sardinha ou bifana) na mão, como “Estupidamente Apaixonado” e “És Tão Sensual”, além do já mencionado “Coração Não Tem Idade”.

A atuação, que tem duração prevista de 70 minutos — ou seja, mais de uma hora, tornando-a mais próxima de um concerto do que muitos pequenos showcases digitais feitos durante o confinamento —, será “o primeiro evento pago” da plataforma Gigs em Casa. Os bilhetes, que como já mencionado custam dois euros, podem ser adquiridos no site da plataforma a partir das 10h da próxima segunda-feira, 8 de junho.

O cartaz oficial do concerto

A Gigs em Casa já tinha promovido concertos, todos eles gratuitos, de artistas e bandas como Peste & Sida, Freddy Locks, Kappa Jotta e Bizarra Locomativa. Esta semana há mais uma atuação agendada, também ela gratuita, da banda Paus.

A plataforma de concertos nasceu durante o período de confinamento, com a garantia de que todos os intervenientes, músicos e técnicos, seriam pagos pelos concertos que dessem, contrastando assim com o modelo de miniconcertos gratuitos dados por artistas a partir das suas casa, transmitidos em direto nas redes sociais. Outra das diferenças passa pela qualidade de áudio e vídeo, que a Gigs em Casa pretende assegurar em todas as atuações.

Gigs em Casa é a plataforma portuguesa de concertos online que começa a funcionar a 1 de maio