Portugal concluiu esta sexta-feira o primeiro dia do Grand Slam de Budapeste em judo com a medalha de bronze de Rodrigo Lopes na categoria de -60 kg, enquanto Telma Monteiro falhou por pouco o mesmo êxito em -57 kg.

Nascido no Rio de Janeiro, o atleta do Benfica, 42.º do ranking mundial, lutou pelo bronze com o húngaro David Naji, sem ranking, impondo-se por ippon, a vantagem máxima, que termina o combate de imediato. Rodrigo Lopes, de 24 anos, e que há dias se sagrou campeão nacional, celebrou com lágrimas este feito no seu percurso.

Telma Monteiro, 12.ª da hierarquia internacional, defrontou a israelita Timna Nelson Levy, 13.ª, com o embate a decidir-se somente no ponto de ouro, a favor da rival.

Depois de quatro minutos sem qualquer vantagem, ao minuto 2.33 do ponto de ouro — com ambas as atletas com dois ‘shidos’, advertências, sendo que a terceira seria decisiva — a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos Rio2016 não conseguiu evitar um waza-ari da rival, mais fresca fisicamente.

Na mesma categoria, Wilsa Gomes, 76.ª, não foi além do primeiro combate, cedendo ante a kosovar Loxha Flaka, 112.ª, por waza-ari. Sergiu Oleinic (-66 kg), 90.º, também caiu logo na disputa inaugural, ante o israelita Tal Flicker, 14.º, por waza-ari. Catarina Costa (-48 kg), sétima judoca mundial, enfrentou a abrir a mongol Narantsetseg Ganbaatar, sexta do ranking, caindo também por waza-ari.

No sábado, Portugal vai contar com a participação de Bárbara Timo (-70 kg), Anri Egutidze (-81 kg) e João Martinho (-81 kg).