Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A entrevista de Harry e Meghan Markle a Oprah Winfrey foi transmitida há mais de um mês, mas as réplicas do abanão que causou na família real britânica continuam a surgir. Desta vez, uma fonte próxima do príncipe William falou à US Weekly sobre conversações tensas entre os dois irmãos no rescaldo das revelações e suspeitas levantadas pelos Sussex perante uma audiência de milhões.

De acordo com a publicação norte-americana, William acusa Harry de estar obcecado com a fama, numa altura em que é praticamente certo que os dois se vão encontrar este verão, em Londres, para a inauguração de uma estátua em honra da princesa Diana, por ocasião dos seus 60 anos.

“O William sente que o Harry deu um passo maior que a perna ao mudar-se para a Califórnia — que o sucesso e Hollywood lhe subiram à cabeça”, indicou a referida fonte, acrescentando ainda que o filho mais velho do príncipe Carlos “acusou Harry de pôr a fama à frente da família depois da grande entrevista”.

Que os dois irmãos falaram após a entrevista de dia 7 de março não é novidade. Poucos dias depois, no primeiro compromisso público após as acusações dos Sussex, William foi questionado pelos jornalistas em Londres. “Não somos uma família racista”, afirmou, perante os alegados comentários sobre o tom de pele de Archie, nascido em maio de 2019. Na mesma ocasião, o príncipe disse não ter ainda falado com Harry, mas garantiu que tencionava fazê-lo.

Os rumores sobre as diferenças entre os dois irmãos não são de agora, embora, durante a entrevista a Oprah, o foco tenha estado sobre a relação de Harry com o pai, também ela conturbada nos últimos tempos. Ainda em outubro de 2019, no documentário da ITV rodado durante a digressão no continente africano, o duque de Sussex havia comentado a relação com o irmão: “Neste momento, estamos em caminhos diferentes”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR