Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

JAK

Rua Nova da Trindade, 4 A, Lisboa. 21 053 3663. De segunda-feira a domingo, das 10h às 19h

Em 2014, o conceito de slow fashion estava a começar a propagar-se e urgência de um consumo mais consciente começava a espreitar no horizonte. Em Lisboa, nascia a JAK, com ténis de design minimal que piscavam subtilmente o olho às tendências que marcariam os anos seguintes. Chegada a 2021, e já depois de um ponto de venda próprio no Porto, a marca portuguesa decidiu abrir a sua primeira loja de rua na capital. O espaço, em pleno Chiado, veste-se agora com a mesmo pele e nas mesmas cores de que são feitos os JAK, que além de depuradas são também unissexo.

© Divulgação

Antik Batik

Posto 9, Praia do Rei, Costa da Caparica. De segunda-feira a domingo, das 12h30 às 18h30

O areal da Costa da Caparica foi o cenário escolhido pela francesa Antik Batik para uma temporada à beira-mar. Até ao final de junho, o complexo do restaurante Posto 9 recebe uma loja temporária, onde as propostas de moda estão alinhadas com o espírito veraneante daquelas paragens. Vestidos longos e leves e padrões étnicos inspirados noutras latitudes fazem parte do estilo já definido por esta marca fundada há quase 30 anos. A coleção deste verão traz bordados florais e elementos resgatados dos anos 50.

© Divulgação

Xerjoff

Rua Rodrigues Sampaio, 132 B, Lisboa. 91 961 5892. De segunda-feira a sábado, das 10h30 às 19h

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

De Turim para Lisboa, os luxuosos quarteirões que rodeiam a Avenida da Liberdade ganharam um novo inquilino. Xerjoff, marca italiana de perfumes de autor, criada em 2004 por Sergio Momo, aterrou com as suas fragrâncias pelas mãos do empresário Ricardo Cláudino. Depois de Londres, Dubai e Moscovo, a capital portuguesa é mais um poiso, além da lojas multimarca que atualmente comercializam estes perfumes nos cinco continentes. Best-sellers como Erba Pura, Naxos e Opera estão à venda na nova boutique. Em breve, haverá uma nova fórmula, especialmente criada para Lisboa.

© Divulgação

Mariano Shoes

Rua Castilho, 67 B, Lisboa. 91 500 0663. De segunda a sábado, das 10h às 19h30

O nome pode não ser o mais sonante aos ouvidos dos portugueses, mas traz consigo mais de 70 anos de história e agora também uma loja em Lisboa. Feitos à mão na histórica oficina de São João da Madeira, os sapatos Mariano Shoes seguem os preceitos e as linhas da sapataria masculina clássica, além de convocarem os artesãos mais experientes para a sua confeção. O negócio já vai na quarta geração e quer agora dar-se a conhecer ao grande público, mas também diversificar a oferta. Em outubro do ano passado, foi lançada a primeira coleção de calçado feminina, fortemente inspirada nos modelos mais tradicionais produzidos desde 1945.

© Divulgação

New Era

Centro Comercial Colombo, piso 2, Lisboa. 91 239 6054. De segunda a sexta-feira, das 10h às 21h, e sábado e domingo, das 10h às 19h

Há muito que estes bonés fazem parte do streetwear português, mas agora têm uma loja própria. A New Era escolheu o Centro Comercial Colombo para abrir a primeira loja em Portugal e se acha que a marca se esgota em meia dúzia de modelos, desengane-se. Além das coleções sazonais, existem peças licenciadas de algumas das principais ligas desportivas norte-americanas. Com 101 anos de história, a New Era cresceu e expandiu-se também para o vestuário, bem como para outros acessórios, que agora ganharam uma montra própria.

© Ricardo Teixeira

Kinda Home

Avenida António Augusto de Aguiar, 163 B, Lisboa. De segunda a sexta-feira, das 10h às 20h, e sábado, das 10h às 19h

Depois do Porto e do Oeiras Parque, a rede de lojas de decoração cresce e inaugura um novo capítulo na história da marca em Portugal: o das boutiques de menor dimensão. De portas abertas desde o final de abril, a nova loja da Kinda Home fica a dois passos do El Corte Inglés e ocupa o espaço da antiga Garagem Glória. Lá dentro, encontram-se as diferentes linhas mobiliário e decoração, distribuídas por quase 500 metros quadrados e agora mais perto do que nunca do centro de Lisboa.

© Divulgação