Festivais

Regressa o bom tempo, regressa o Out Jazz aos jardins e praças de Lisboa

18.589

O jazz dá-lhe nome, mas nem todos os 44 momentos musicais que vão acontecer entre maio e setembro se dedicam a esta sonoridade. Os DJs, os comes e bebes, o bom tempo e o convívio fazem o resto.

O primeiro momento acontece a 2 de maio, no Jardim da Torre de Belém

©D.R.

Já é um ritual. Chega o mês de maio e o festival Meo Out Jazz anuncia o regresso de bandas e DJs aos vários jardins de Lisboa. Mas não só. A música ao ar livre também vai passar por locais como as escadarias da Bica ou a Praça do Martim Moniz. O acesso, como sempre, é gratuito.

Ao todo há 44 momentos musicais para aproveitar, entre 2 de maio e 27 de setembro. Aos sábados, num formato “mais intimista”, como descreve em comunicado a organização, apresentam-se quase sempre uma banda e um DJ, a partir das 17h00, sempre em espaços variados como o Jardim Japonês, em Belém, o Cais das Colunas, o Jardim da Graça, a Quinta das Conchas, o Jardim das Amoreiras, o Miradouro de São Pedro de Alcântara ou as escadarias da Bica. No último sábado de cada mês, o encontro fica marcado na Praça do Martim Moniz.

Aos domingos o formato é semelhante, mas num local fixo e com mais comes e bebes disponíveis para passar o tempo. A partir das 17h00 há, na maior parte das vezes, um projeto jazz a dar música aos presentes, seguindo-se um DJ. O evento arranca no Jardim da Torre de Belém e muda-se na mesma altura em que muda o mês. Em junho, o Out Jazz vai para o Parque Tejo, no Parque das Nações, em julho instala-se no Anfiteatro Keil do Amaral, em Monsanto, em agosto acontece no Jardim da Estrela e em setembro vai para o Jardim da Tapada das Necessidades.

programa meo outjazz

Programa completo do Meo Out Jazz 2015

A 9.ª edição traz uma novidade. Pela primeira vez haverá três dias de concertos e DJ set no Troia Resort, nos dias 27 de junho, 25 de julho e 22 de agosto. Apesar do nome jazzístico, o evento nascido em 2006 nem sempre conta com projetos jazz, como é o caso deste último dia em Tróia, que terá o DJ André Henriques e o ambiente hip-hop de NBC. Ou do dia 13 de setembro, onde o concerto é da responsabilidade dos Face, projeto que varia entre o rock, o funk e a soul.

Tendo em conta as mais de 100 mil pessoas que frequentaram o Out Jazz em 2014, a falta de jazz não deverá afastar o público do evento, descrito pela organização como nascido com o propósito de defender “uma capital cosmopolita que cruza estilos de vida, pessoas e culturas, garantindo qualidade de vida ao ar livre e entretenimento”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: socoelho@observador.pt
PSD

O deserto

Diogo Prates

Ou estes candidatos à liderança do PSD redirecionam a sua estratégia, apresentando alternativas válidas ao governo, ou arriscam-se a ver o PS cada vez mais longe e o CDS-PP cada vez mais perto.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site