Leonardo Jardim já não é treinador do Sporting. O presidente Bruno de Carvalho anunciou esta terça-feira a saída do técnico, após uma temporada em que o Sporting terminou no 2.º lugar do campeonato e garantiu o acesso direto à fase de grupos da Liga dos Campeões. Em troca pela saída do técnico o clube recebe três milhões de euros – mas não desvendou de onde vem esse montante. Quanto ao sucessor, nada. “Compreendo as perguntas mas não é o dia certo para falarmos dessas temáticas”, disse Bruno de Carvalho.

O presidente do Sporting apenas referiu que o próximo treinador do clube terá um “perfil simples” – “muita ambição” e “compreensão pela dimensão do Sporting e do projeto”. Bruno de Carvalho sublinhou depois o “fim de um ciclo”, que “foi importante” para o clube e “vivido com bastante emoção” pelos adeptos.

Os leões poderão receber até seis milhões de euros com a saída de Jardim. Os outros três milhões vão depender da prestação do técnico no seu próximo clube – ou seja, consoante cumpra certos objetivos. Com esse valor se poderá fazer ainda outra conta – se, nas próximas cinco temporadas, Jardim regressar a Portugal para treinar outro clube que não o Sporting, os leões recebem o dinheiro que falta até se atingir os 15 milhões de euros.

Marco Silva, de 36 anos e que já abandonou o Estoril – após duas épocas consecutivas a qualificar a equipa para a Liga Europa -, tem sido apontado como o mais provável sucessor de Leonardo Jardim.

“Foi um ano de trabalho com muita união, rigor e competência. Quando se tem isso não se pode chegar ao fim com tristeza”, resumiu Bruno de Carvalho.

O treinador madeirense, aliás, esteve sentado ao lado de Bruno de Carvalho durante toda a conferência de imprensa. O técnico confessou a “tristeza” por abandonar o clube, embora com a ressalva de que vai “dar um passo na carreira”. Rumo ao Mónaco? “No dia e na hora exata, todos irão saber”, respondeu.

A confirmação da saída de Jardim do Sporting surge no mesmo dia em que o Mónaco rescindiu contrato com Claudio Ranieri – o treinador deixou o clube no 2.º posto da liga francesa e qualificado para a Liga dos Campeões. Aos 39 anos, o nome de Leonardo Jardim tem sido o mais falado para suceder ao italiano no banco de suplentes da equipa monegasca.

“Estou aqui para dizer adeus e até um dia ao meu clube e a todos os sportinguistas, a quem agradeço o apoio que deram durante este ano. Sabíamos que num ano de dificuldades eles iriam ter um papel essencial”, revelou Leonardo Jardim.

Única certeza: Jardim volta a sair para o estrangeiro

Ao lado de Bruno de Carvalho, durante a conferência, estiveram também os responsáveis pelo futebol profissional dos leões, Vergílio e Augusto Inácio – contudo, mantiveram-se sempre calados.

O presidente explicou que o clube recebe três milhões de euros com a saída de Jardim. “O Sporting tinha uma cláusula 15 milhões, que era para Portugal, e depois havia uma de três milhões para o estrangeiro”, explicou, confirmando apenas que Leonardo Jardim vai trocar os leões por um clube fora de Portugal. O técnico sai como o homem que conduziu o clube na ponte entre a pior época de sempre (7.º lugar no campeonato) e o regresso à fase de grupos de Liga dos Campeões – onde não chegava desde 2008/09.

Leonardo Jardim fez 35 jogos e terminou com um registo de 23 vitórias, oito empates e quatro derrotas, com a equipa a marcar 71 golos e a sofrer 26 entre campeonato, Taça de Portugal e Taça da Liga. Na temporada anterior, por exemplo, o Sporting marcara 51 golos em 42 encontros, sofrendo 55 pelo meio.