Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Bruno de Carvalho acusa o Benfica e o Porto de terem uma “aliança escondida”, responsável pela “bipolarização” do futebol português. Em declarações à RTP na casa do Sporting em Sommerville, arredores de Boston, o presidente leonino diz ainda que foi “tudo combinado previamente” para a presidência da Liga de Clubes, que acusa de ser uma “manipulação democrática”.

“Há uma aliança entre aqueles que fazem a bipolarização do futebol português e não querem o Sporting na luta”, disse este sábado Bruno de Carvalho, nos EUA, sublinhando que essa “aliança escondida entre o Benfica e o Porto existe há muito tempo”. Para o presidente leonino, estes clubes “preferem outras equipas que são mais fracas e não lhes conseguem dar luta”, e por isso juntam-se para manter o Sporting afastado.

Sobre a presidência da Liga de Clubes, Bruno de Carvalho também foi duro para o sistema do futebol português e afirmou mesmo que “está tudo combinado previamente”. “No futebol português reina a manipulação democrática”, disse, garantindo que há reuniões para decidir quem ganha antes de se conhecerem os candidatos e os respetivos programas.

“Se calhar já está tudo feito nos bastidores e nem vão ser precisas palavras”, atirou, deixando o aviso de que, se for preciso, vai ser ele próprio a “dizer mais alguma coisa”.

Definindo-se como “frontal, claro e transparente”, Bruno de Carvalho prometeu o título aos adeptos sportinguistas. “No ano passado tínhamos de fazer as coisas com outra calma e com poucas certezas, mas neste momento temos de assumir aquilo que é natural no sporting – sermos candidatos ao título”, disse.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR