Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os Foo Fighters aceitaram dar um concerto em Richmond, Virgínia, nos Estados Unidos, cujos bilhetes foram vendidos através de um sistema de crowdfunding sem que a banda tivesse conhecimento.

Andrew Goldin, que trabalha na área do marketing e é um fã de Foo Fighters, decidiu que 16 anos já era muito tempo sem que a banda fosse tocar a Richmond, a terra natal de Andrew, e, por isso, lançou uma campanha na internet para venda de bilhetes, antes mesmo de saber se a banda aceitaria dar o concerto.

O objetivo de Goldin era o de vender 1.400 bilhetes a 50 dólares cada (aproximadamente 37 euros), o que daria um total de 70 mil dólares para convencer os Foo Fighters. Pois bem, só houve 515 doadores mas a quantia pretendida até foi ultrapassada: no sábado, o projeto já tinha angariado 70.026 dólares e a banda anunciou no Twitter que aceitava dar o concerto.

“Em vez de esperarmos e esperarmos e esperarmos por que a nossa banda favorita venha até nós, nós vamos fazer com que isso aconteça”, dizia Andrew no vídeo de apresentação da proposta. Para já, ainda não há data nem local para o concerto.