“Estamos tristes por anunciar a morte do baterista fundador dos Ramones, Tommy (Erdelyi) Ramone”, pode ler-se na página oficial do Twitter dos Ramones. Tommy Ramone, que nasceu Erdelyi Tamas em Budapeste, na Hungria, morreu esta sexta-feira, em Nova Iorque. Tinha 62 anos e era o único membro original vivo da mítica banda de punk rock The Ramones.

Se hoje o mundo ainda canta “Hey Ho, Let’s Go”, é graças a Tommy Ramone. Foi ele que compôs “Blitzkrieg Bop“, autêntico hino punk rock que ajudou a gravar o nome dos Ramones na história da música, e também no Rock and Roll Hall of Fame, em 2002.

Nascido Tamás Erdélyi, em 1952, Tommy Ramone ajudou a fundar os Ramones em 1974, juntamente com o vocalista Joey, o guitarrista Johnny e o baixista Dee Dee Ramone (todos os integrantes adotavam o apelido Ramone). Era suposto Tommy ser o produtor da banda, mas acabou por se sentar na bateria, entre 1974 e 1978. Tommy foi substituído em 1978 por Marky Ramone.

Atualmente Tommy Ramone fazia parte da banda de country e folk Uncle Monk. Ainda não foi divulgada a causa da morte, mas o músico tinha cancro.

Quanto aos outros três membros fundadores, Johnny Ramone morreu em 2004, vítima de cancro da próstata. Joey Ramone morreu em 2001 também de cancro, no sistema linfático. Dee Dee Ramone morreu em 2002 na sequência de uma overdose.