Os irmãos brasileiros Gustavo e Otávio Pandolfo, conhecidos por OSGEMEOS, são dois dos artistas convidados para a terceira edição da Bienal de Vancouver (Vancouver Biennale), no Canadá. Para esta edição, que acontece entre 2014 e 2016, OSGEMEOS criaram um mural tridimensional, feito a partir de seis túneis gigantescos. Com 20 metros de altura, 2 mil metros quadrados e 360 graus, a obra está exposta ao lado do mercado de Granville Island e perto de False Creek, uma pequena baía que separa o centro do resto da cidade. Tendo em conta a forte presença da escultura no festival, os dois artistas, ligados à street art e ao graffiti, procuraram criar um espaço onde a bidimensionalidade da pintura se transformasse em tridimensionalidade. Ao fim de três semanas de trabalho, o gigantesco mural encontra-se finalmente montado.

A Bienal de Vancouver é uma exposição de arte ao ar livre. Única no mundo, pretende ser a maior do género, ao mesmo tempo que procura englobar diversos tipos de arte pública, desde a escultura à performance. Para além de exposições, a bienal organiza também publicações, simpósios e conferências abertas ao público. O seu objetivo não é apenas expor obras de arte, mas também usar a arte como forma de aprendizagem e envolvimento com a comunidade local.

Nesta que é a primeira participação de OSGEMEOS na bienal, fazem também parte do evento os artistas Andy Goldsworthy do Reino Unido, o também brasileiro Vik Muniz, Jonathan Borofsky dos EUA e o artista chinês Ai Weiwiei, cuja exposição será uma das mais aguardadas.

A partir deste mês começarão a ser montadas cerca de 20 esculturas em vários parques e espaços abertos de Vancouver, e outras 10 em New Westminster e em Squamish.