“Father and sons”, o documentário chinês de Wang Bing, foi o documentário que arrecadou o Grande Prémio Cidade de Lisboa para Melhor Longa-Metragem no DocLisboa. João Pedro Plácido conseguiu dois galardões na competição.

A organização do DocLisboa anunciou hoje que o Grande Prémio Cidade de Lisboa para Melhor Longa-Metragem foi atribuído ao documentário Father and sons”, de Wang Bing, uma das 40 estreias mundiais e internacional da edição deste ano do festival.

Este documentário trata a vida de um homem, que vive com os seus dois filhos na cabana da fábrica onde trabalha, com uma única cama.

O filme “Volta à Terra”, do português João Pedro Plácido, rodado na aldeia transmontana UZ, ganhou dois prémios na competição portuguesa, o Prémio Liscont para Melhor Longa-Metragem e o Prémio IADE para Melhor Longa-Metragem.

O documentário regista o ciclo de vida da aldeia ao longo das diferentes estações – o rigor do inverno, as festas de verão, as colheitas, a tosquia das ovelhas – e centra-se em Daniel, jovem pastor que de dia guarda vacas e à noite sonha em ter uma namorada.

Ainda na competição portuguesa, o Prémio SPA para Melhor Curta-metragem foi atribuído ao documentário “Motu Maeva”, de Maureen Fazendeiro.

Na competição internacional do DocLisboa, o maior festival português dedicado ao documentário, o Prémio Especial do Júri foi atribuído a “Letters to Max”, do realizador francês Eric Baudelaire, enquanto a curta-metragem “Tôi Quên Roi!”, de Eduardo Williams, foi distinguido com o Prémio Pixel Bunker.

Na mesma competição, o Prémio Culturgest para Melhor Primeira Obra Transversal às competições e Risco foi atribuído a “Songs from the North”, de Sonn-Mi Yoo, e o Prémio Universidade Lusíada para Melhor Longa-Metragem foi para “Hit 2 Pass”, de Kurt Walker.

O filme sobre um grupo de miúdos que vive nos bairros de Nápoles, “Il Segreto”, de Cyop & Kaf, foi distinguido com a menção honrosa e o primeiro filme da jugoslava imigrada no Chipre Iva Radivojevic, “Evaporating Borders”, recebeu o Prémio RTP para Melhor Documentário de Investigação.

A edição deste ano do DocLisboa, que começou a 16 de outubro, termina no domingo com o anúncio do Prémio do Público para a melhor longa-metragem portuguesa.