A rainha Isabel II estará preocupada com o tipo de monarquia que o filho, o príncipe Carlos, vai liderar quando for coroado, de acordo com a biografia (não oficial) da jornalista da revista Time, Catherine Mayer, “Charles: The Heart of a King” (Carlos: O coração de um Rei). Estará o Palácio de Buckingham preparado para um novo tipo de monarquia?

A obra sugere, de acordo com o Guardian, que o ativismo do herdeiro da coroa britânica em temas como o ambiente vai “potenciar um novo modelo de realeza”, e que Buckingham pode não tolerar o “choque” provocado pela novidade. “Ao definir o seu papel de herdeiro, o príncipe assinalou uma redefinição da monarquia”, escreve Catherine Mayer.

A jornalista conta ainda que o príncipe Carlos lhe terá dito que estava preocupado com assuntos que podiam ter impacto no reino durante muito tempo e que só assumia aqueles que eram considerados “os desafios mais difíceis”. As atenções do príncipe de Gales estarão, segundo a jornalista, nos futuros netos dos adultos de hoje. “Porque eu quero aumentar as aspirações e fazer nascer esperança na desesperança e a saúde na privação” terá dito o herdeiro da coroa britânica à jornalista, que não teve acesso privilegiado à família real para escrever este livro.