Tudo parecia encaminhado para o empate, o que também não era bom. O Bordéus ameaçou desde o início do jogo e marcou cedo, aos 18 minutos. Zlatan Ibrahimovic lá repôs a igualdade para o PSG, já na segunda parte, para vinte minutos depois Khazri voltar a levar o Bordéus para a frente do marcador. Zlatan, uma vez mais, corrigiu os erros do Paris Saint-Germain e pôs tudo na mesma: 2-2. Tudo parecia encaminhado para o empate. O que não era bom para a equipa parisiense, que tentava voltar à liderança. Mas eis que, com toda a calma, com o jogo quase a acabar, Diego Rolán faz isto:

3-2. Vitória do Bordéus, o PSG a complicar a vida a caminho do título francês. No topo do campeonato está o Lyon, que podia ter aproveitado a jornada para se afastar ainda mais do PSG, que está em segundo, mas o empate a zero com o Marselha deixou as equipas a apenas dois pontos de distância.

No fim, Zlatan Ibrahimovic estava irritado. Muito irritado. Tanto que as câmaras da televisão Infosport+ o apanharam a falar de França como um “país de merda”, que “não merece o PSG”.

https://vine.co/v/OVZp6l0WuuY

O comentário fez correr muita tinta… virtual. O ministro do desporto francês, Patrick Kanner, foi para o Twitter exigir um pedido de desculpas ao avançado sueco e Zlatan lá acedeu. As suas palavras, não visavam “nem a França nem os franceses”, disse. “Eu falei de futebol e não de outra coisa. Perdi o jogo e aceito-o, mas não aceito que o árbitro não siga as regras. E não é a primeira vez que isso acontece”, afirmou o futebolista, que pediu mesmo desculpa pelas palavras usadas.

Entre outras coisas, o árbitro do PSG-Bordéus não assinalou falta quando, ao minuto 87, um defesa do Bordéus fez um atraso para o guarda-redes e este segurou a bola com as mãos, o que é proibido. Desse lance teria resultado um livre indireto em plena grande área do Bordéus, ou seja, uma oportunidade de ouro para a equipa parisiense marcar o golo da vitória. Mas isso não aconteceu e já sabemos como acaba a história.

“Tenho de pedir desculpa às pessoas que se sentiram ofendidas”, disse Ibrahimovic. E Patrick Kanner ficou satisfeito.