O ministro da Economia, Pires de Lima, disse esta sexta-feira ter uma previsão “ousada” de que o governo vai terminar a legislatura com uma taxa de desemprego “inferior à herança do governo de Sócrates”.

O governante admitiu estar mais otimista do que a maioria das previsões, confiando que o ano termine com uma taxa de desemprego “claramente abaixo” dos 13 por cento e inferior ao desemprego que se registava em maio de 2011.

Pires de Lima considera que “existindo um clima de confiança para o investimento, é natural que se criem mais oportunidades” de emprego. “Nós previmos uma taxa de desemprego média para 2015 de 13,4%. A taxa de desemprego em fevereiro já está nos 13,3%. É por isso natural que a taxa de desemprego continue a cair gradualmente ao longo do ano”, disse.

O ministro da Economia falava à margem de uma visita à PT Inovação, em Aveiro, onde sublinhou existirem perspetivas económicas “ainda mais positivas” do que em 2014.

“O ano de 2014 foi um ano de viragem económica, em que tivemos um crescimento moderado e redução do desemprego e estamos a iniciar este ano de 2015 com perspetivas económicas ainda mais positivas. Fala-se já de um crescimento da economia portuguesa de 1,5 e provavelmente mais”, afirmou.