460kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Morreu Cynthia Lennon, a primeira mulher de John Lennon

Este artigo tem mais de 5 anos

Uma "curta mas brava" luta com o cancro terminou com a vida de Cynthia Lennon, primeira mulher de John Lennon e mãe de Julian Lennon, na sua casa em Espanha.

Em 2010, Cynthia afirmou que o casamento com John era "uma mistura de engraçado com bizarro".
i

Em 2010, Cynthia afirmou que o casamento com John era "uma mistura de engraçado com bizarro".

Getty Images

Em 2010, Cynthia afirmou que o casamento com John era "uma mistura de engraçado com bizarro".

Getty Images

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Cynthia Lennon, primeira mulher de John Lennon, morreu aos 75 anos na sua casa em Maiorca, Espanha numa batalha com um cancro.

A notícia foi dada por Julian Lennon, filho do ex-casal, partilhando no Facebook uma imagem da mãe com a mensagem “You Are So Beautiful…”.

You Are So Beautiful.... x http://cynthialennon.memorial

Posted by Julian Lennon on Wednesday, 1 April 2015

Cynthia conheceu John em 1958 quando andavam na escola de arte em Liverpool. Casaram-se em 1962 após Cynthia descobrir estar grávida de Julian. Em 2010, Cynthia afirmou que o casamento com John Lennon era “uma mistura de engraçado com bizarro”. A primeira mulher de John viu a ascensão dos Beatles à fama. O casal divorciou-se em 1968, após Lennon conhecer Yoko Ono.

Cynthia, tal como Brian Epstein, Yoko Ono, George Martin e Pete Best, é considerado um dos elementos exteriores mais importantes para os Beatles. Foi uma das primeiras das Beatlettes, clube de fãs da lendária banda britânica, e influenciou inúmeras canções como I Call Your Name.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.