Rádio Observador

Cosméticos

Bronze sem sair de casa? Sim, por favor

Tem vergonha de mostrar as pernas porque está com bronze cor de escritório? Se não tem tempo (ou dinheiro) para ir às Bahamas deitar-se ao sol, há outras soluções rápidas, saudáveis e fáceis.

St. Tropez via Getty Images

Autor
  • Helena Magalhães

Estamos a entrar em maio, o que significa que já está calor, já queremos usar saias e camisolas curtas mas a nossa pele (ainda) continua cor de lula. Mas se já está a desesperar e a repetir todos os pares de calças do roupeiro, calma, não tem de abraçar o verão tapada até ao pescoço. Enquanto chove e não chove, este é o momento certo para usar e abusar dos autobronzeadores. Porquê? São fáceis de aplicar, não trazem riscos para a saúde e em poucos dias podem deixar-nos como que acabadas de vir de umas férias nas Caraíbas, nas Ilhas Seychelles ou na Tailândia.

Fazem mal à pele? Mancham? Cheiram mal?

Esqueça os mitos. As manchas, a cor alaranjada, a pele pegajosa, o mau cheiro… Estas são ideias arcaicas. E longe vão os dias em que os autobronzeadores não inspiravam confiança e eram vistos quase como produtos tabu, complicados e duvidosos. Hoje em dia, há fórmulas tão boas que, além de bronzearem, ainda hidratam a pele e conseguem um bronze gradual para que não apareça da noite para o dia três tons acima do seu.

E a explicação é simples: estes cremes têm dihidroxiacetona (DHA, um açúcar simples e incolor), uma substância que reage com a camada superficial da pele, produzindo uma coloração semelhante à do bronzeado, uma espécie de maquilhagem natural. Ao contrário do sol, os autobronzeadores não estimulam a produção de melanina (pigmento que absorve as radiações UV e cria a cor natural da pele) nem são absorvidos, daí que não têm nenhuma contra-indicação e não provocam os danos resultantes da exposição solar como o cancro e o envelhecimento precoce. Mas atenção, estes produtos apenas estimulam a coloração da pele. Não protegem da radiação solar – o protetor solar continua a ser obrigatório.

O que deve e não deve fazer, passo a passo

1) Esfoliação obrigatória. Antes de aplicar, a pele tem de estar bem esfoliada. Nenhum bronze ficará uniforme sem uma esfoliação prévia de rosto e corpo que remova o excesso de células mortas – é essencial para evitar manchas.

2) A pele tem de estar limpa. Jamais aplique um auto-bronzeador ao fim do dia, ou depois de vir da praia. Para não interferir com a uniformidade do bronzeado, a melhor altura é depois do banho. E não aplique cremes ou hidratantes antes do auto-bronzeador. Pode aplicá-los depois e seguir a sua rotina normal, incluindo maquilhagem.

3) Não faça a depilação antes. A pele não deve estar sensibilizada por isso a regra é um mínimo de 48 horas entre a depilação e a aplicação dos produtos.

4) Pode aplicar com as mãos, mas opte por luvas porque permitem que o produto seja espalhado da melhor forma. Se não usar, lave imediatamente as mãos após a aplicação – palmas, pulsos, dedos, unhas e mesmo as áreas interdigitais – porque tendem a escurecer muito facilmente.

5) A aplicação deve ser ascendente. Dos pés para o pescoço. Comece por aplicar nos pés e pernas, em movimentos circulares para assegurar uma distribuição uniforme. As zonas mais secas tendem a ficar mais escuras. Nos calcanhares, joelhos, tornozelos e cotovelos faça movimentos verticais (e não redondos) para evitar a acumulação de produto. Passe para a parte superior do corpo, incluindo barriga, decote e pescoço. Por último, os braços.

6) Cuidados extras com o rosto. É aconselhável usar um produto específico para o rosto e a aplicação deve ser feito de baixo para cima e de dentro para fora, incluindo a nuca e a parte de trás das orelhas. Antes, proteja os cabelos e evite aplicar nas sobrancelhas e na linha do cabelo.

7) Não se esqueça das costas. Dificilmente vai conseguir aplicar sozinha, por isso peça ajuda para não correr o risco de ficar com uma mancha branca nas costas.

8) Encontre o seu tom ideal. A cor começa a aparecer sensivelmente uma a três horas após a aplicação, logo, nos primeiros dias pode ir aplicando diariamente até conseguir o tom que deseja. Posteriormente, dê um intervalo de dois ou três dias entre cada aplicação para a manutenção da cor.

9) Há cuidados após a aplicação. Banhos só depois de 12 horas e, após aplicar, espere 20 minutos até se vestir para que não haja manchas ou transferência do produto para a roupa.

10) Se quiser parar de usar, não há problema. As esfoliações vão retirando a coloração e, se parar de aplicar, o tom tende a sair em três ou quatro dias.

Agora que já sabe como usar autobronzeadores, veja as nossas sugestões:

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)