Já teve pernas, já foi mecânica e até já foi, como o companheiro carapau, de corrida. Este ano, a tradicional sardinha das Festas de Lisboa veste-se de Santo António, de vendedor de mines, de pescador, de salva-vidas e até de Vasco Santana a pedir lume a um candeeiro. São estes cinco modelos, vencedores do concurso promovido entre novembro e dezembro, que vão enfeitar as ruas da capital em junho.

No concurso que a Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC) da câmara de Lisboa promoveu, o mote era “A minha vida dava uma sardinha” e apenas se dava aos concorrentes uma silhueta vazia do famoso peixe. Além de as sardinhas agora escolhidas irem decorar as artérias lisboetas durante as festas, os desenhadores recebem também um prémio monetário de dois mil euros, o que é uma novidade face a anteriores edições.

Entre os vencedores desta edição estão dois concorrentes estrangeiros (Marta Sorte e Martin Jarrie), uma tendência que já se vem verificando há alguns anos. Há igualmente um repetente: Alberto Faria, que assina a sardinha do “Santo António do fogareiro”, já em 2013 tinha visto uma das suas sardinhas premiadas.

Veja as sardinhas das Festas de Lisboa 2015 na fotogaleria.