Foi descoberta uma nova espécie de cobra venenosa na Austrália. O réptil pertence à família das Acanthophis cryptamydros  e tem cerca de 51 centímetros de comprimento, refere a National Geographic. A identificação da cobra mortífera aconteceu quando os investigadores pesquisavam sobre as características genéticas e ecológicas de cobras que vivem em Kimberley, região oeste da Austrália.

“Foi uma grande surpresa. Nem sequer estávamos à procura de uma nova espécie. Eu refiz meu trabalho para ter certeza que eu não tinha cometido nenhum erro”, disse Simon Maddock, estudante de doutoramento em Zoologia da Universidade de Londres.

Existem cerca de oito espécies identificadas desta víbora mortífera, difíceis de distinguir. O número exacto de quantas espécies existem ainda não está claro para a comunidade científica, pois os indivíduos de uma mesma espécie podem ostentar cores e padrões muito diferentes.

“Surpreendentemente, a cobra não tem a mesma aparência dos restantes indivíduos dos quais se aproxima geneticamente”, disse Maddock.

Esta cobra venenosa alimenta-se sobretudo de pequenos roedores, lagartos e outras serpentes. Ao contrário de outros répteis que perseguem as suas presas, a Acanthophis cryptamydros  prefere aguardar até que uma vítima de cruze no seu caminho, enquanto se camufla entre as folhas. A cobra venosa, de cor de tijolo, é encontrada também em ilhas da Indonésia e na Nova Guiné.