As exportações do setor metalúrgico e metalomecânico cresceram 4,4% em agosto, para 813 milhões de euros, face a igual mês de 2014, prevendo-se que superem os 14.500 milhões de euros este ano, o máximo de sempre. O vice-presidente da Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal (AIMMAP), Rafael Campos Pereira, afirmou, em declarações à agência Lusa, que “as exportações do setor atingiram os 813 milhões de euros em agosto, mês do ano em que tradicionalmente os números são mais baixos ao nível do comércio internacional, mas, mesmo assim, cresceram 4,4%, face ao período homólogo do ano anterior”.

“Estamos há 19 meses consecutivos a crescer face aos meses homólogos de 2014 e prevemos ultrapassar a barreira mítica dos 14.500 milhões de euros no final deste ano, um recorde absoluto”, salientou o responsável. O crescimento das exportações do setor metalúrgico e metalomecânico foi 9,4% nos primeiros oito meses deste ano face ao mesmo período de 2014, ano em que as vendas aumentaram para os 13.800 milhões de euros.

A AIMMAP tem vindo a apoiar a diversificação dos mercados de exportação, pois há uma forte dependência do mercado europeu, pelo que a associação tem realizado diversas missões empresariais, sendo a mais recente à Colômbia, na qual participaram dez empresas e que começou na segunda-feira e termina hoje.

No mesmo sentido, a direção da AIMMAP reuniu-se esta semana com o presidente da AICEP — Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, Miguel Frasquilho, com o objetivo de definir estratégias conjuntas que visem diversificar os mercados de exportação, onde a marca Metal Portugal, lançada este ano, poderá “assumir um papel cada vez mais relevante”, esclareceu.

Em agosto, o peso da União Europeia nas exportações do setor foi de 66,9%, quando tradicionalmente é de 70%. “Este decréscimo é já resultado do sucesso da estratégia de diversificação de mercados de exportação que tem vindo a ser implementada no setor, de modo a contrariar a dependência do mercado europeu e aproveitar as oportunidades existentes noutros mercados”, frisou o responsável.

Na Europa, França, Espanha, Reino Unido e Alemanha são os principais mercados de destino das exportações do setor metalúrgico e metalomecânico, para onde vende sobretudo peças técnicas de alto valor acrescentado e onde se realizam as grandes feiras internacionais. Na mira da AIMMAP está a realização de missões empresariais em breve ao México e à Nicarágua e ao Irão num futuro próximo. A AIMMAP está a olhar também para o Golfo Pérsico, Norte de África e para os Estados Unidos.