No último “Governo Sombra”, programa de debate da TSF e da TVI24, Ricardo Araújo Pereira destacou a obra de um escritor português cujos livros são pouco conhecidos entre nós: Hans Nurlufts, aliás, João Soares. O alter-ego literário do ministro da Cultura foi tema de um artigo no Observador a 27 de Novembro (que pode ler aqui).

Usando os excertos publicados na altura pelo Observador, o humorista declamou algumas passagens eróticas do romance El Síndrome de la Hormiga (pode ver esse momento aqui, a partir do minuto 37.30 — o programa foi emitido na madrugada de dia 3). O livro foi publicado em 2002 na cidade espanhola de Granada (com impressão em Badajoz) e chegou a ser objecto de uma recensão na revista Actual do semanário Expresso no inicio da década passada.

O pseudónimo Hans Nurlufts não foi escolhido ao acaso pelo agora ministro da Cultura. Hans é o equivalente a “João” Nur a “só” e Lufts a “ares” – João Só Ares, portanto.