Setenta por cento europeia, 27% ameríndia e 3% africana. Uma pequena equação que, segundo um estudo genético, explica a ascendência e metade do charme de Eva Longoria. A outra metade divide-se entre o apurado sentido de humor e o talento como atriz. Em 2001, ganhou fama com o papel de Isabella Brana Williams na novela “The Young and the Restless” e as câmaras de Hollywood começaram a ver mais do que uma cara gira com grandes sonhos.

Nas passadeiras vermelhas, os seus 1,57 metros de altura vieram acompanhados de saias curtas, vestidos provocantes e decotes caicai que quase caíram na vulgaridade. Só o sucesso da personagem Gabrielle Solis na série Donas de Casa Desesperadas, em 2004, é que a salvou de ser uma presença assídua na lista das mais mal vestidas. Vieram os vestidos de gala, os apanhados elegantes e os acessórios sofisticados a condizer com as longas rachas e saltos altos. Mas foram os padrões arriscados, as silhuetas volumosas e as cores fortes — em reflexo da sua personalidade — que transformaram Eva Longoria num exemplo de estilo.

CANNES, FRANCE - MAY 18: Eva Longoria attends the Premiere of "Inside Out" during the 68th annual Cannes Film Festival on May 18, 2015 in Cannes, France. (Photo by Pascal Le Segretain/Getty Images)

Atualmente, Eva Longoria assume o cargo de realizadora e personagem principal na série “Telenovela”. (Foto: Pascal Le Segretain/Getty Images)

Em fotogaleria, acompanhe o estilo deste ícone de sensualidade, eleita a estrela mais sexy do mundo pela Maxim e uma das pessoas mais bonitas do planeta pela People.