O primeiro dia dos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro começou com um resultado positivo para a delegação portuguesa. Luís Gonçalves venceu, esta quinta-feira, a sua série na meia-final dos 400 metros T12, categoria para atletas com deficiência visual, e garantiu a sua presença na final da modalidade com o tempo de 49,60 segundos. O atleta superou a ronda de classificação, ainda na quinta-feira, com o tempo de 49,60 segundos, que foi a sua melhor marca da temporada, e disputa a medalha de ouro esta sexta-feira às 23h31 (horário de Lisboa).

Luís Gonçalves é o atual campeão mundial dos 400 metros T12 e falhou os Jogos Paralímpicos Londres 2012 por estar a cumprir uma suspensão por doping, tendo ficado impedido de defender a medalha de prata conseguida nos 400 metros T12 em Pequim 2008.

Ainda no Atletismo, Nuno Alves participou pela quinta vez dos seus Jogos Paralímpicos nos 5.000 metros categoria T11 (atletas com deficientes visuais). O atleta terminou a disputa com o tempo de 17:03.64 minutos, ao lado do guia Ricardo Abreu, e terminou em oitavo lugar, o que não lhe possibilitou a passagem para a final.

Por sua vez, Graça Fernandes conseguiu o seu recorde pessoal nos 100 metros categoria T38 (competidores com paralisia cerebral), com o tempo de 14,65 segundos, o que lhe valeu o sétimo lugar na ronda – tempo insuficiente para avançar para a próxima fase.

No Judo, Miguel Vieira tornou-se o primeiro português a disputar a modalidade nos Jogos Paralímpicos. Vieira, que disputava a categoria para atletas com menos de 66 quilos, acabou por ser derrotado por ippon pelo brasileiro Halyson Boto, e terminou a sua participação no Rio de Janeiro.

O confronto de Miguel Vieira contou com a presença do primeiro-ministro António Costa, na Arena Carioca. Após a disputa, Costa foi conhecer a Aldeia Paralímpica para “desejar boa sorte à Missão Portuguesa”, segundo relata o Comité Paralímpico de Portugal.

Além da final de Luís Gonçalves, Mário Trindade conseguiu apurar-se, esta sexta-feira, para a disputa de medalhas nos 100 metros categoria T52 (para atletas que não controlam o tronco e têm limitações nos braço) com o tempo de 17,94 segundos, logo atrás do vencedor, o norte-americano Gianfranco Iannotta, que marcou 17,20. A final acontece este sábado, ás 14h48 em Lisboa.

Na Natação, David Grachat garantiu também presença na final dos 400 metros S9 (afetação de uma extremidade ou diversas articulações) na terceira posição, com a marca de 4.22,86. Disputa a medalha de ouro esta sexta-feira, às 23h41 (horário de Lisboa).

Este é o calendário do dia:

  • Natação: David Carreira, eliminatórias 100m Mariposa S8 (afetação de duas extremidades, afetação grave de uma extremidade ou afetação grave de diversas articulações), às 15h23.
  • Tiro: Adelino Rocha, pistola a 10 metros, às 16h15.
  • Atletismo: Luís Gonçalves, final 400m T12, às 23h31.
  • Natação: David Grachat, final 400m S9, às 23h41.

Os Jogos Paralímpicos acontecem até o dia 18 de setembro. A delegação portuguesa é composta por 37 atletas, que vão competir em sete modalidades.